Arquivo para novembro \29\UTC 2011

Ser perdão

Como está minha mente agora?

Na vida, estamos sempre aprendendo, sentindo e nossas peles se vêem desatentas aos processos.

Erramos.

Mas como aprender a errar? Errar é uma dádiva que nós temos. Como perdoar-nos do mal que fazemos ao nosso outro ser. Se somos todos um, partes de um todo maior que é maior que o “nós” sentido, lançamos nossos sentimentos algumas vezes ao vento.

Desatento.

Fiz sofrer o amor e sinto na pele, sem culpa, mas sinto. Está em mim. O cuidado também. Com o errar, percebi que é preciso continuar. Precisamos sempre continuar. Sofrer e amar.

A vida é uma sopa de dores e cores. Amores e sabores desfrutados e frutos. Causa e consequencia.

Aprender a ter compaixão por si, para poder “compaixonar-se” com os outros, cuidar é uma verdadeira arte de amor. Estamos aprendendo, estamos aprendendo a dizer perdão a nós, perdoando o perdão dos outros e sendo perdoados.

Sinto que o caminho se abre como os cabelos da medusa que me paralisa, me faz ser pedra mole de textura de flores. Pedra, dos seres antigos, pimórdios de espíritos da mãe terra! O Povo de Pedra. Com o vento, a água, a temperatura certa, se transformou em rochas, areia, e somos nós agora. Depois de tanto tempo aprendendo.

Perdão!

Atenção!

Amor, vida, caminhos, escolhas, seres.

Em benefício de tudo.

Ser

Perdão

Anúncios

Tao como aparece

Mais?

CGSociety.org

Aniversário do Parque de Capim Macio

Um dia maravilhoso no Parque de Capim Macio.

13 de Novembro de festa, votos, poesias, balanço de pneu com adultos-crianças. Um dia com capoeira angola e homenagens de pessoas fortes que se juntam pelo bem, envolvendo amor e ação por vidas de plantas, grilos, pessoas, ventos e luzes. Mágicos e crianças…

Todos unidos pela conservação de uma área verde muito importante, cheia de sentidos e vida.

Uma feijoada que alimentou mais que a alma!

Só vendo, só-rindo…

Esperança

Sempre vem! Sempre tem!

Petróleo despejado, roubo no senado

Código desrespeitado, injustiça bem do lado

O que fazer? Jogar tudo para o ar?

Não acreditar?

Utopia no horizonte que nunca atingido, mas sempre fortalecedor de movimentos de bem.

Por mais que estejamos no torpor do sofrimento e da ignorância, podemos clarear nossos olhos com nossa luz, luz de nossos anjos, do fogo da vida.

Estando vivo, como parar de viver!? Para alguns é mais difícil, para outros mais ainda… Mas vivos, temos chance, caminhamos… Um pé na frente do outro, o olho no chão e no céu.

Caminhando com as nuvens e escalando com sorrisos pra pular dos trampolins.

O tempo e a educação modificam a gente

Liberdade

                                                      Paul Kuczynski, lá de Uhull S.A.

Boa vida que custa o quê?

                                                          Paul Kuczynski, desde Uhull S.A.

Olha a liberdade!!!