Arquivo para janeiro \31\UTC 2012

Quadrinhos rasos

Viva a luz do dividir

Essência ficou no lugar

Vamos nos transformar

O que quereres?

Queremos tantas coisas, ao mesmo tempo que não sabemos o que queremos. Os rumos vão sendo tomados, os corações pisados no caminho, e muito do que queremos vai sublimando.

Começando mais um ciclo, ano, 365 dias com perguntas como: O que quero? Estou seguindo o caminho certo, ou melhor? Será que preciso querer?

Uma coisa é certa. Somos peixes que fazem das guinadas um mix de oportunidades na vida. Algumas vezes o coração dói, nos centramos em nós, e esquecemos a sorte de estar vivo. Noutras, o coração é uma atômica cogumélica que irradia poesia para todos os lugares e se faz de todas as cores.

Vamos deixar os narizes apontar, ou vamos apontar nossos narizes, sem esquecer das outras partes?

Que cada dread seja um desejo

Que “tomemos a rédea” sabendo que a vida se encarrega de nos dar presentes.

Acaso e propósito estão juntos em nossas oportunidades.

Atenção