Posts Tagged ‘ injustiça ’

A DITA bela DURA silenciosa

Como poderia ter acabado?

ditadura-30

Essa história que a ditadura acabou é mesmo uma falácia. Ela só está silenciosa, acontecendo todos os dias, quando existe poder de polícia desenfreado, protegendo interesses de terceiros e não de todxs. São os cães dos politiqueiros de merda e protetores do mercado, algumas vezes confundido com patrimônio público e ludibriando os alienados, que defendem ações militares a revelia.

Fico imaginando o que faria a Polícia Militar do RN dentro de um território da federação e onde ela não tem jurisdição, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), afligindo, intimidando, violentando os direitos de uma família. Pai, mãe e filho que sofreram represálias político-acadêmicas por denunciarem irregularidades escancaradas, mas permitidas por todxs que fazem vista grossa à corrupção que ocorre em alguns departamentos da UFRN.

A família estava no Departamento de Artes (DEART) da UFRN, resolvendo questões burocráticas que lhes causaram problemas acadêmicos por perseguição, como reprovações, privação de licença maternidade, orientação negada para uma dissertação, entre outras, quando professorxs começaram a conspirar com a chefia de segurança patrimonial da UFRN e, subsequentemente, a Polícia Militar. Os policiais chegaram sem identificação, coagindo o pai a entrar na viatura sem nenhuma justificativa aparente, simplesmente dizendo que ele iria com eles “por bem ou por mal”. A mãe, com o bebê no colo, protege o companheiro e não permite que eles o levem. é uma cena que me deixa extremamente revoltado. Ainda mais revoltado fico, quando pessoas alegam que ela “usou a criança para se proteger, para aparecer, que expôs o bebê”, quando, na verdade, a mãe está com seu filho, porque sua relação com ele é intrinsecamente materna, logo, o bebê estará com ela sempre.

Fico bestificado com os argumentos nas redes sociais apoiando “us puliça”, confirmando o poder a eles dado. E muito me admira, mas nem tanto, o comportamento reacionário dos artistas de tal departamento. Mas se justifica, talvez, pela predominância de uma CLASSE MÉDIA ALIENADINHA que reforça e concordo com a presença de policiais militares dentro da UFRN, ainda pior, desconhece o caso e fica protegendo professores e recriminando artistas que fogem dos padrões acadêmicos, extrapolam o DEART.

Bem! Querem ver o que foi isso? Assistam ao vídeo e confiram a esquizofrenia DEARTiana, que ama os pepa (PM).

Anúncios

Marcola e O Globo…

“O GLOBO: – Mas… a solução seria…

– Solução? Não há mais solução, cara… A própria idéia de “solução” já é um erro. Já olhou o tamanho das 560 favelas do Rio? Já andou de helicóptero por cima da periferia de São Paulo? Solução como? Só viria com muitos bilhões de dólares gastos organizadamente, com um governante de alto nível, uma imensa vontade política, crescimento econômico, revolução na educação, urbanização geral; e tudo teria de ser sob a batuta quase que de uma “tirania esclarecida”, que pulasse por cima da paralisia burocrática secular, que passasse por cima do Legislativo cúmplice (Ou você acha que os 287 sanguessugas vão agir? Se bobear, vão roubar até o PCC…) e do Judiciário, que impede punições. Teria de haver uma reforma radical do processo penal do país, teria de haver comunicação e inteligência entre polícias municipais, estaduais e federais (nós fazemos até conference calls entre presídios…). E tudo isso custaria bilhões de dólares e implicaria numa mudança psicossocial profunda na estrutura política do país. Ou seja: é impossível. Não há solução.”

Bigbrother

 

Injustiça e irresponsabilidade social

Copa de 2014, cidade de Natal-RN e como órgãos públicos e demais (ditas) autoridades lidam com descaso. Descaso com pessoas que estão enraizadas em determinados locais e terão que sair de suas casas. Como assim? As obras de (des)mobilidade urbana, aquelas típicas, cheias de artifícios voltados para a infra-estrutura apenas.

Quanto investimento seria necessário para reestruturar estratégias de mobilidade? Provavelmente menos do que o que será roubado para construir autopista para quem? Para carros, as cidades precisam ser construídas para as pessoas. Essa é uma estratégia presente em diversos países, com programas que caminham para cidades mais sustentáveis em diversos aspectos, sem impedir o danado do desenvolvimento. Não precisamos de mais ruas e avenidas pra carros à custa de desapropriação, poluição urbana, derrubada de árvores e transtornos. São necessários investimentos em sistemas de transporte urbano mais eficientes economica e ecologicamente, socialmente inclusivo e integrando diversos modais (ônibus, metrô, VLT, .

Elas, até agora, não tiveram esclarecimentos sobre o processo de desapropriação que poderão passar no futuro. Um verdadeiro nojo que o governo do estado, a prefeitura da cidade e as secretarias envolvidas.

Dêem uma olhadela nos dois links abaixo e vejam um documentários dos alunos de Comunicação da UFRN.

http://apublica.org/2012/07/audiencia-publica-em-natal-nao-resolve-problema-dos-atropelados-pela-copa/

http://apublica.org/2012/06/os-atropelados-pela-copa/

Você que está aí parado (no engarrafamento), saia do carro e vem pro nosso lado. Se liga que mais ruas construídas de forma injusta e irresponsável podem te afetar também direta ou inderetamente…

Concorrência

O reino do Alumínio

Leia a matéria Indústria do alumínio: A floresta virada em pó